quinta-feira, 27 de agosto de 2009

É do Brasil!!!

Bom, essa seção vai ser sobre o Brasil nos games, seja com personagens como o Blanka de Street Fighter, ou como mercado de games e precursor de alguns sistemas. Era pra ser meu post "random", mas ficaria extremamente longo, então vou fazê-lo até onde tiver material. Ok?

Nesse primeiro capítulo, vou falar de um console que dizia ser o "assassino do PS2", que iria fazer a cabeça dos brasileiros, que seria nossa volta ao mercado de games... Bom, não sei se foi incompetência da área de marketing, ou de desenvolvimento de produtos da TecToy, mas a experiência foi frustante. Sim, eu estou falando do Zeebo.
Vamos do início, um console que não usa mídia física, baixa jogos de uma rede da própria Tectoy na internet. Idéia boa, realmente boa, diria até "revolucionária". O problema? Num país em que se ter internet de 10Mb é coisa de rico, isso não funciona muito bem...
O console não tem gráficos e jogabilidades boas, equivale ao PS1, mas mesmo assim empresas como a gigantesca EA Games e Konami dispuseram títulos para ele, eles acreditaram, eu quis acreditar no Zeebo, mas parece que ele não vai dar certo.
Outro problema evidente é o preço, se custasse R$200, seria uma baita video-game, ninguém reclamaria. Mas por R$500,00 eu esperava pelo menos algo mais divertido que o meu Snes.
Eu nunca liguei muito para os gráficos de um game, embora eles sejam "60%" do espírito, d game, ainda há outros fatores. Além do mais, graficos simples e bem trabalhados, valem mais que zilhões de terabytes pulando na sua cara em forma de imagens. Prova disso é Braid (vamos falar desse excelente game futuramente, pra quem quiser comprar ele custa apenas 5 dólares no Steam e possui um demo no Baixaki). Pois bem, o Zeebinho, não oferece nem gráficos da velha geração. O máximo que se extrai dele, são gráficos entre PS1 e GameCube. Os sons me decepcionaram muito. Sério, vocês já devem ter notado, eu AMO uma trilha sonora bem feita num game. Pode ser até músicas em 16 bits. Mas no Zeebo, nem isso há. Músicas muito mal convertidas e sons (como de tiro) terríveis. O barulho do "teco" da arma de Leon em Resident Evil 4, parece um velho tossindo. Sério, é escroto!
Finalizando, a TecToy tinha uma ótima idéia, mas não sei dizer onde falhou. Se foi falha na execução do projeto, no público alvo. Mas algo de errado e isso pode custar à morte prematura do Zeebo, a morte prematura nas nossas esperanças no Brasil, dentro do mercado de games...

Por hoje é isso, ainda vamos postar muito mais coisas no blog. Queremos fazer um site, realmente Megaboga pra vocês. Mas as vezes temos idéias demais e tempo de menos (taí, talvez seja esse o problema do Zeebo), acabos por não executá-las. Se eu conseguir, ainda hoje voltarei com um post de músicas pra vocês. Reset!



PS: Não coloquei fotos, porque só tem a mesma foto do Zeebo em toda a internet, são 7:14 da manhã e eu ainda não dormi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, além de ser a nossa força para continuar, saberemos o que você acha do nosso trabalho.